• Andréa Jaeger Foresti

O significado dos prêmios na trajetória do Instituto Redecriar

Atualizado: 23 de Mai de 2019




Muitas vezes os sonhos impulsionam as pessoas a realizações que não se concretizariam se, antes da primeira ação, fossem avaliados todos os possíveis fracassos do caminho.


Aconteceu mais ou menos isso com o grupo de estudos que se entusiasmou com o conceito de sustentabilidade e resolveu aplicá-lo em um projeto-piloto desenvolvido em uma comunidade socialmente vulnerável da região leste de Porto Alegre. A metodologia criada pelo grupo, formada por profissionais do Serviço Social e Biologia, basicamente focada na temática da Sustentabilidade, gerou resultados muito efetivos para professores e direção da escola que sediou a maior parte das atividades. Alunos e pais também expressaram muita satisfação com o projeto. Agentes comunitários de saúde aderiram às atividades desenvolvidas na sede da associação comunitária, encaminhando pacientes que apresentavam comportamento depressivo por isolamento. Começaram a acontecer encontros temáticos, como aulas de música e práticas artesanais que mobilizavam a comunidade para falar de si, de suas famílias, do que acontecia no bairro e o que poderia acontecer nas semanas seguintes. Potencialidades de cada um daquela comunidade começaram a aparecer. E o fortalecimento individual potencializou aquele coletivo para suas superações. Entusiasmados com os resultados alcançados, representantes da Secretaria de Educação do Estado do Rio Grande do Sul sugeriram que o grupo se constituísse como personalidade jurídica para atuar em outras escolas, embora não tivesse recurso econômico para financiar a aplicação do projeto.

Não se avaliou as dificuldades possíveis do caminho. Havia muita determinação do grupo em realizar o sonho e, portanto, só se via uma alternativa: outubro de 2005 a ONG Redecriar foi registrada.


Aproximadamente 60 apresentações do projeto, em notebook com o programa Power Point, foram realizadas para diferentes modalidades de empresas: grandes, médias, pequenas e muito pequenas. Resultado? Muitos elogios.

As apresentações aumentavam a crença do grupo, mas somente com os elogios o projeto não se pagava. Em menos de 6 meses de existência da ONG Redecriar 90% do grupo de estudos já manifestava cansaço, arrependimento e vontade de fechar a recém criada instituição que tinha a pretensão de realizar sonhos. Um misto de medo e coragem manteve 5 assistentes sociais e 2 biólogas no caminho de contribuir com a redução das injustiças sociais a partir dos pressupostos do Desenvolvimento Sustentável.

A conquista do prêmio Atitude Social na categoria Ambiental, promovido pela Rede Brasil Sul de Comunicação, em maio de 2006, apagou as dificuldades para dar lugar ao sonho do grupo de associadas. Recurso econômico para desenvolver novos projetos? Não. O prêmio não era financeiro. Por outro lado deu projeção local, mostrou que, com menos de um ano de existência, esse projeto tinha grande potencial. E, pouco a pouco, esse potencial foi se expressando nas transformações de pequenas realidades em que era aplicado.


Em 2008 o Banco do Brasil e a Universidade Federal de Brasília lançaram um edital de Prêmio denominado Valores do Brasil. Os critérios da premiação pareciam fazer da Ong Redecriar, pretensiosa demais para alguma classificação. Coragem e ousadia caracterizaram a participação no edital. Os contatos estabelecidos pelos representantes do edital, pouco a pouco, evidenciavam a possibilidade de classificação. E cada etapa foi comemorada pelas profissionais. E quando chegou um convite para duas representantes participarem do evento de entrega dos prêmios em Brasília, uma convicção maior invadia o grupo: estamos no caminho da realização do enorme sonho. A chegada desse prêmio, dessa vez com reconhecimento econômico de R$50 mil, se configurou como um estímulo à continuidade do trabalho.

O reconhecimento público a partir de uma premiação é capaz de fazer o cansaço ficar muito pequeno comparado ao sonho que se agiganta. E abre espaço para novas ideias, novas certificações e novos projetos. E novas conquistas.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo