• Andréa Jaeger Foresti

O Início da Redecriar

Atualizado: 23 de Mai de 2019



Éramos 5 colegas do curso de Serviço Social da PUC-RS em Porto Alegre. Conclusão do curso em dezembro de 2004, colação de grau em janeiro de 2005. Iniciamos um Grupo de Estudos para não perdermos a capacidade de nos indignarmos com a realidade, que modifica continuamente as expressões da Questão Social. Isso porque, muitas vezes, com o tempo, essas expressões acabam sendo banalizadas e, acostumados com elas, perdemos a força necessária para transformá-las.


Aprendemos a relacionar teoria à prática e, de forma coletiva, em encontros de duas a três horas semanais, víamos filmes, líamos artigos e sonhávamos em fazer algo significativo na direção da Justiça Social.


Com outra formação, em Engenharia Civil, fui convidada para fazer parte de um projeto de Construção Sustentável, no início da formação do nosso grupo de estudos. Experiência que me mostrou uma forma de construir casas e edifícios mais harmônica com o meio ambiente, utilizando com eficiência os materiais e recursos naturais como água e energia. O que mais me chamou a atenção foi o fato dessa proposta, pautada no Desenvolvimento Sustentável, atribuir à dimensão social o mesmo peso do que à econômica e à ambiental para toda ação que interferisse na realidade. Não somente na área da construção, em todas as áreas. Vi nesse conceito, a possibilidade do social, tão esquecido, desvalorizado e desprezado, passar a ter visibilidade no contexto histórico que se construiria a partir de então, em todo o território global.


Levei o tema para o Grupo de Estudos e, tendo em vista a Interdisciplinaridade da nossa formação profissional, pautada em disciplinas ministradas por advogados, economistas, psiquiatras, sociólogos, psicólogos, além de assistentes sociais, concluímos que o debate seria muito enriquecedor se tivéssemos biólogos, nutricionistas e educadores naquele espaço coletivo. Assim compusemos uma equipe Interdisciplinar que, com o tempo, acolheu estudantes estagiários de Serviço Social e Nutrição. Experiência que nos aproximou novamente da Academia, através de reuniões com o corpo docente e reforçou nosso princípio de aprimoramento intelectual. Experiência que levou uma das estagiárias a se identificar com nosso trabalho, nossa missão, visão e princípios, a ponto de hoje, assumir a presidência do Instituto Redecriar em 2019.


Nosso projeto inicial foi construído coletivamente, de forma interdisciplinar, abarcando os princípios do Desenvolvimento Sustentável em articulação à experiência acadêmica de uma disciplina chamada Desenvolvimento de Comunidades. Na ocasião, como alunas de Serviço Social, atuamos em uma vila localizada nas proximidades do campus universitário, em uma escola pública e em um posto de saúde. E foi dessa forma que introduzimos a metodologia Caminho para Sustentabilidade em uma escola, atuando com alunos, seus pais e professores, com atividades em articulação com o posto de saúde e associação comunitária. Nosso professor dessa disciplina na ocasião e diretor do curso de Serviço Social quando ingressamos na universidade, não só nos inspirou, como mais tarde, já aposentado, veio a ser conselheiro e também presidente do Instituto Redecriar. Jairo Araújo, embora afastado por problemas de saúde, continua sendo nosso mestre, nos inspirando e representando a força que precisamos para seguir em frente.



36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo